Skip to content

{ Monthly Archives } January 2003

Citaçào do dia :

“PARA QUE NO HAYA OLVIDO

Tiempo sumidero.

El poema chispea

breve relámpago

en las tinieblas.

Árduo intento

de retener por milénios

el pájaro en su último

vuelo.”

( Lara de Lemos )

ACONTECEU NUM DOMINGO

Todas as noites Danusa Dulcinéia se dirigia à pedra do Saci , o ponto mais alto da cidade de São José do Bambuzal , e sob a figueira centenária , ficava contemplando as estrelas e sonhando com a volta de Orestes Zacarias , seu namorado de infância , que deixara a pequenina cidade no noroeste paulista para se alistar na Legião Estrangeira …

Uma noite ela viu , ou imaginou ter visto , a constelação do Cruzeiro do Sul piscar durante alguns segundos , tal qual as luzes estreboscópicas que iluminavam seus bailinhos de juventude … Pronto : bastou este fato inusitado para que ela passasse a ter certeza do retorno iminente de sua cara-metade , ao ponto de alardear sua profecia para os quatro ventos …

Como a nossa protagonista era a mulher mais desejada da cidade , o simples boato da volta de seu amado fez com que os rapazes locais começassem a tramar a ruína de Orestes Zacarias …

Enquanto todos aguardavam , a cidadezinha só não permaneceu no mais absoluto marasmo devido a chegada do Circo Goytacaz , uma companhia modesta cuja principal atração era o palhaço Emboabinha , que com sua saudação peculiar –”Alôzinho , criançudas !!!” – fascinava o público infantil …

Entretanto em uma manhã de domingo tudo mudou … a nossa protagonista não acreditou ao avistar a pessoa que tanto sonhara : era simplesmente ele , em carne e osso , sentado a tomar sorvete na pracinha da Matriz … mas o sonhado reencontro foi interrompido pela chegada dos pretendentes , liderados pelo valentão local , conhecido como Carlão Chaparral …

A cidade parou estarrecida e assistiu o liderzinho vociferar contra o nosso amigo , dizendo que ele estava expulso da cidade , porém Orestes Zacarias calmamente tirou o cigarro que Carlão fumava , apagou na própria mão , mastigou , cuspiu o fumo no chão e disse : -“Alôzinho , criançudas !!!””

Estas simples palavras fizeram com que as crianças presentes corressem gritando :- “É o palhaço Emboabinha , é o palhaço Emboabinha !!!” o que fez com que todos os outros locais tomassem partido do recém-chegado e fixassem o prazo de doze horas para que Chaparral e seus asseclas saíssem de São José do Bambuzal , para nunca mais voltar …

Nos dias seguintes tudo foi explicado : com o dinheiro que ele ganhou como mercenário , o nosso protagonista montou uma companhia circense e para queimar o carma negativo que acumulou em anos e anos guerreando , resolveu entreter os pequeninos tornando-se palhaço , mas nunca ladrão de mulher …

Tagged

Citação do dia :

“Obra dos deuses foi tudo, que aos homens a ruína teceram,

para que nunca aos vindoiros faltasse matéria de canto.”

( Homero – Odisséia , Canto Vlll -Tradução : Carlos Alberto Nunes )

Quem está de passagem pela capital bandeirante é a escritora Suzana Cano ( que passou a se chamar Suzana Navarro ) … me telefonou e disse que irá relizar um sarau em uma cobertura no centrão … ela é sempre bem-vinda …

Aqui vai um texto seu recente …Alô , alô editores !!!

“todo dia o mesmo falido semblante do incesto, e seu comentário assíduo de que

nada me basta. todo dia a crítica concisa. me ocorre sempre um murro honesto.

um parâmetro fórceps tirano, assim nos tornamos incrédulos e basta. de

simpatia, vinho e saúde. o que ocorre impunemente é saudade, é pileque, assunto

cerrado. quando morde a auréola dos meus peitos a sua língua é pura vaidade. e

até o dorso, meus dentes em seu osso, de nada adianta. inexorável fogo, se gozo

e calo, finjo morta. não adianta adiante. nada vence a angústia da cicatriz na

têmpora. nada minimiza esta cabeça baixa, ninguém faz uma surpresa na hora

correta.

e de nojo, anjos disfarçados de morcegos me servirão dipirona sódica de novo

numa bandejinha dourada. destas da minha mãe, eles virão mesmo que magros e

reles, tristemente excessos, dando medo, eles virão me esconder o latejar

atemporal. e sendo erro para os incertos, penso às vezes, errado é o certo,

quando molho dentro. muito perto .pra quê. se já não tem mais o feito coração

rebento, já não tem mais o mesmo quinhão de lerdeza, bondade, sucção, aquilo q

me deu atitude e fogo na juventude. por que olhar perto se o meu é muito sente,

e pouco, muito, mesmo quando encanto a serpente com técnica científica e ponho

o fato de esmero no místico, ela vem e some, desce e sobe e o pseudocomando me

tange, o reflexo falha e o q apascento me censura tão forte, mas ainda é pouco,

seu riso na minha boca não chega, e se viesse, seria tarde. por enquanto uso

brincos, amarro lenços e lavo as partes, me pedem asseio, educação, mesura. no

meu sítio vide cão vou descalça, piso e deito, cheia de fome na cama branca,

com os pés imundos da cidade. vou errando porque mereço, o resto precede. sou

pura indescência, uma delícia.”

( Suzana Navarro )

METAMORFOSE AMERICANA

O romance “Metamorfose”de Franz Kafka ( 1883-1924 ) poderia se ambientado em qualquer lugar do mundo …Porém se fosse naquele país da eficiência medíocre e pragmática ( que está situado entre o México e o Canadá ) , seu protagonista não poderia ter origen latina , uma vez que já teria nascido cucaracho …

Citação do dia :

DECLARAÇÃO DE BENS

Olha bem em torno de ti e dentro de ti,

olha e vê, vê claramente visto,

que é chegada a hora de nada mais ter:

ouro, ambições, objetos, posições,

atira tudo fora, doa ou renuncia.

Outros são os teus verdadeiros bens,

qualquer um sabe: são a tua fantasia

e o teu coração envolto de saudade,

perdidos amores e perdidas ilusões.

O resto são quinquilharias.

( Mário da Silva Brito )

TÁ ME TIRANDO ???

Em um desse bares com balcão de mármore , piso com lajotas antigas , parede de azulejos brancos e pretos decorados com retratos de times de futebol e fotos antigas : ele vai pegar uns acepipes ( batatas a vinagrete , tomate seco , presunto crú , queijos parmesão , provolone e gorgonzola , azeitonas chilenas , aliches e alcahofinhas ) quando ao avistar uma beldade , declama uma poesia , que poderia ser de João Cabral de Melo Neto , Oswald de Andrade , Almada Negreiros , Mário Faustino , Arnaldo Xavier , Carlos Drummond de Andrade , Paulo Leminski , Mário de Sá Carneiro , Décio Pignatari , ou similar …

Ela lacônicamente responde : – “Tá me tirando ?”’

Na verdade o objeto tirado foi a poesia , o sujeito que realizou o ato de tirar foi a própria mulher , e o local de onde este objeto foi tirado foi a vida imbecil de uma menina que passa seu tempo assistindo reality-show e lendo revistas desprezíveis … na verdade ela mesma que tirou de si , o que existe mais de bonito na vida …

UM SONHO DENTRO DE UM SONHO

No Canto lll da Odisséia , Menelau ao narrar suas aventuras a Telêmaco , lembra-se de quando , após passar vinte dias retido na ilha de Faros , na costa egípicia , pela falta de ventos , vislumbrou a deusa Idótea , filha de Proteu , o Ancião do mar . A divindade aconselha-o a armar uma emboscada contra seu pai , e obrigá-lo a revelar um meio de poder retornar à sua pátria ( Lacedemônia ) . Menelau e mais três companheiros , entram em uma gruta vestidos com peles de focas recentemente esfoladas , com ambrosia debaixo do nariz ( para suportar o mau-cheiro de seus disfarces ) e aguardam Proteu , sair do mar ao meio-dia para revistar seu rebanho de focas … Então Menelau e seus ajudantes atiram-se sobre o velho , porém este se transforma em um leão , depois em um dragão , pantera , porco , água cristalina e em árvore frondosa … mas os aqueus não desistem e continuam a segurá-lo fortemente …então o Ancião do mar , extenuado revela que eles devem retornar ao Egito e realizar um sacrifício para Zeus , para que os deuses concedam o suspirado regresso …

Baseado neste tema o escritor argentino Jorge Luis Borges compôs dois poemas :

PROTEO

Antes que los remeros de Odiseo

fatigaran el mar color de vino

las inasibles formas adivino

de aquel dios cuyo nombre fue Proteo.

Pastor de los rebaños de los mares

y poseedor del don de profecía,

prefería ocultar lo que sabia

y entretejer oráculos dispares.

Urgido por las gentes asumía

la forma de un león o de una hoguera

o de árbol que da sombra a la ribera

o de agua que en el agua se perdía.

De Proteo el egipcio no te asombres,

tú, que eres uno y eres muchos hombres.(*)

(*)PROTEU

Antes que os remeiros de Odisseu

Fatigassem os mares cor de vinho,

As inapreensíveis formas adivinho

Daquele deus cujo nome foi Proteu.

Um pastor dos rebanhos desses mares

Que possuía o dom da profecia

Preferia ocultar o que sabia

E entretecer uns oráculos díspares.

Urgido pela gente, assumia

A forma de um leão, de uma fogueira

Ou de uma árvore que ensombra a ribeira

Ou de água que na água se perdia.

Com Proteu, o egípicio, não te assombres,

Tu, que és um e ao mesmo tempo muitos homens.

( Jorge Luis Borges – tradução Josely Vianna Baptista )

OTRA VERSIÓN DE PROTEO

Habitador de arenas recelosas,

mitad dios y mitad bestia marina,

ignoró la memoria, que se inclina

sobre el ayer y las perdidas cosas.

Otro tormento padeció Proteo

no menos cruel, saber lo que ya

encierra el porvenir: la puerta que se cierra

para siempre, el troyano y el aqueo.

Atrapado, asumía la inasible

forma del huracán o de la hoguera

o del tigre de oro o la pantera

o de agua que en el agua es invisible.

Tú también estás hecho de

inconstantes ayeres y mañanas.

Mientras, antes.(*)

(*)OUTRA VERSÃO DE PROTEU

Habitante de areias receosas,

Meio deus, meio fera marinha,

Ignorou a memória, que definha

Sobre o ontem e as perdidas coisas.

Outro tormento padeceu Proteu

Não menos cruel, saber o que encerra

O futuro: uma porta que cerra

Para sempre, o troiano e o aqueu.

Capturado, tomava a inapreensível

Forma do furacào e da fogueira

Ou do tigre de ouro ou da pantera

Ou de água que na água é invisível.

Tu também estás feito de inconstantes

Ontens e amanhãs. No entanto, antes…

( Jorge Luis Borges – tradução Josely Vianna Baptista )

Dica de Blog :

É o Mundo da Lua escrito pela Fernanda Poivre , que talvez seja parente de um sargento que tinha um Clube de Corações Solitários ….