Skip to content

{ Monthly Archives } May 2004

FILME DE AMOR

Depois do tópico : o típico , ou seja após o Padre Antônio Vieira , Mário Reis , São Jerônimo e Nietzche , o cineasta Júlio Bressane passa a retratar pessoas com profissões comuns , que se encontram em um apartamento decadente em algum canto da cidade maravilhosa , a fim de passar “um fim de semana no abismo” … uma pausa no cotidiano medíocre , para um flutuar-mergulhar nos supra-estados etílicos-canabianos ( e etc. ) e se entregar a um longo período de sexo explícito , sem no entanto deixar de emitirem pareceres filosóficos sobre os mais diversos assuntos … ( ao som de Aracy de Almeida , Nora Ney , Ângela Maria e Dalva de Oliveira ).

Diálogos de outros filmes ecoam pela casa , tal qual fantasmas : do monólogo de Gregory Peck em “Mob Dick” ( de John Huston ) ao discurso de Helena Ignez , em “A Mulher de Todos” ( de Rogério Sganzerla ) …vozes do além …

Pinturas também aparecem sub-repticamente nas poses dos personagens , nos enquadramentos e na iluminação , a ponto do diretor de fotografia Walter Carvalho ter feito reproduções de pinturas de Balthus para depois compor cenas semelhantes . A citação mais evidente é de “Nascimento de Vênus” de Sandro Botticelli , na qual uma personagem cobre os seios com as mãos ( como no quadro ) enquanto uma banheira branca se destaca sobre um banheiro escuro , remetendo a concha retratada na pintura … Aliás nunca tinha dado muita importância a esta tela , até que a contemplei na galeria Uffizi em Florença , e fiquei maravilhado …

Mas voltando ao filme , percebe-se no triângulo amoroso , a idéia que a relação só se realiza no três , no número ímpar … Bressane afirma que a idéia do filme surgiu após ele ter lido um artigo do pensador Aby Warburg sobre o mito das três graças : Tália ( Amor ) , Abgail ( Beleza ) e Eufrosina ( Prazer ) …

Pois é , após o fecho de ouro ( a cena da vista noturna da Baía da Guanabara ao som de Dalva de Oliveira cantando a versão emboaba de “Hino ao Amor” de Edith Piaf ) os protagonistas interrompem o hiato e retornam a suas existências medíocres : na segunda se volta ao trabalho … por sinal , que dia é hoje ???

TÁLIA ABGAIL EUFROSINA ( UMA MULHER COMPLETA )

Citação do dia :

“ela em sua essência

baunilha

ilha de aroma, caminho

que não leva a roma,

apenas

em seu pomar me deito,

romã

frutificada em peito

madurando, manhã”

( Marcus Vinícius de Andrade )

Citação do dia :

“Il est faux que l’égalité soit une loi de la nature. La nature n’a rien d’égal. Sa loi souveraine est la subordination et la dépendance.” (*)

(*) Não é verdade que a igualdade seja uma lei da natureza. A natureza nada fez igual. Sua lei soberana é a subordinação e a dependência.

( Vauvenargues )

CARNAÚBAS SELVAGENS

Tagged

Citação do dia :

“Expert texpert choking smokers don’t you think the joker laughs at you?” (*)

(*) Fumantes engasgados expertos texpecialistas, vocês não pensam que o piadista caçoa de vocês?

( Lennon/Mc Cartney – tradução : José Geraldo de Barros Martins )

Obs. : A palavra “texpert” não existe nos dicionários, uma vez que é uma fusão das palavras “text” e “expert” , poderia tê-la traduzido por “textendido” , isto é um “entendido no texto” , porém ficaria sub-entendida a palavra “estendido” que foge do contexto original , por isso , optei por “texpecialista” , ou seja , o especialista no texto .

Se você mora em São Paulo , e quiser comprar uma impressão assinada e emoldurada de alguns desenhos que estão expostos neste blog , ou outro objeto de arte interessante , dirija-se à NUMERATA – R. Heitor Penteado nº 171 – loja 1 ( fica na esquina com a R. Capote Valente ) – telefone/fax 3673-3233 .

cajuninos festejos

amém-tejos citrinos

beijos

&

beiços d’choramingo

de um mogango qualquer

morangos

&

mamulengos de amor

( José Geraldo de Barros Martins )

O RETORNO À PIRATINÍTACA …

Depois de nove dias em Jericoacoara , retorno a Fortaleza , para comer camarão na praia do Mucuripe , onde Orson Welles tomava um litro de cachaça diariamente , quando filmava “It´s All the True” , há mais de sessenta anos … Parece que ninguém daqui lembra da passagem do gênio do cinema na terra de José de Alencar …

Muito bom , você compra um quilo do crustáceo em uma barraca da cooperativa de pesca , vai para um boteco ao lado e paga mais três reais para fritarem … e tome cerveja !!!

Outras boas opções gastronômicas daqui são o “Docentes e Decentes” ( Av. Santos Dumont , 6180 ) onde servem um feijão verde coberto com queijo derretido ( qua arranca lágrimas nos olhos ) , e o “Faustino” ( parece que é o único com duas estrelas no guia quatro rodas ) com um inigualável bolinho de carne-seca…

Agradecimentos para minha anfitriã Tatiana Madeira e para o Sillas Ben Hur de Castilho Júnior ( que no blog Carne Crua aparece com o codinome de ” China” ) que me deu indicações sobre tais locais …