Skip to content

{ Monthly Archives } June 2005

É SIMPLES : 2 + 3 = 5

2 = emoção ( choro & ranger de dentes ) em dose DUPLA.
3 = a vitória por TRÊS a dois do TRIcolor do Morumbi contra o Rio da Prata Colonizado Futebol Clube , em pleno Monumental de Nuñez.
5 = o massacre da seleção PENTAcampeã dos Pindoramáticos por 4 X 1 contra os arqui-inimigos Platínicos (CINCO gols ao todo ).

CHEGA … É MUITA , MAS MUITA FELICIDADE !!!

Tagged

Citação do dia :

NOTURNO

(…)

Ven a escuchar, amor mio,
El silêncio melodioso
Que profundiza el reposo
Palpitado de rocío.

Lenta, lenta, pasa la hora,
Adomeciendo callada
Tu cabeza reclinada
Sobre el pecho que te adora.

Y la dulce soledad
Suspende nuestro destino,
En un éxtasis divino
De luna y eternidad.

( Leopoldo Lugones )

Tagged ,

Citação do dia :

SAMPASSOM

Anhanguera
Anhanguera
Anhangabaú
Anhangabaú

(…)

Mandaqui
Mandaqui
Pro Capão Redondo
Pro Capão Redondo

(…)

No Ibirapuera
No Ibirapuera
Tem Tatuapé
Tem Tatuapé

(…)

Água Espraiada
Água Espraiada
Ainda Itapura
Ainda Itapura

Sapopemba
Sapopemba
Mandinga de Moema
Mandinga de Moema

Pirajussara
Pirajussara
Toma Guarapiranga
Toma Guarapiranga

( Geraldo Maia )

Tagged

AUTO-RETRATO ESCOLHENDO POMELOS NO MERCADO DE SAN TELMO

Tagged ,

YES NÓS TEMOS CELULAR

Mais emboaba , impossível !!! Foi ridículo o uso indiscrimado de aparelhos celulares no show do Wynton Marsalis e Lincon Center Jazz Orchestra , realizado no Parque do Ibirapuera …. somos mesmo um bando de macacos deslumbrados com a tecnologia … Logo naquele show em que o trumpete de Marsalis sova ora como a gargalhada de um papagaio , outras horas como um cãozinho ganindo …
… naquele show em que arranjos muito bem elaborados faziam com que os metais em contaponto conduzissem magistralmente tanto um chorinho ( “Tico Tico no Fubá” de Zequinha de Abreu ) quanto uma música flamenca ( “La Espada de la Noche” ) , tanto uma Bossa Nova ( “Continuous” ) quanto um forró ( Forró for All ) , além do jazz , é claro , de “Miss Missouri” ( de Benny Carter ) e de “Counterblocking” ( de Ted Johnson ) …
… naquele show em que além do astro do trumpete , brilharam nomes como Steve Davis , Victor Goines , Wessell Anderson , Joe Temperley , etc …
… sim … logo naquele show o pessoal falando de celular , é o fim da picada …

Tagged ,

O PERFUME DA CLARIDADE

Tagged

Uma das coisas que me encantava na capital platina , era o suco de pomelo ( grapefruit ) uma bebida amarga e azêda , ideal para a digestão e ressacas em geral… em Pindorama , procurei a beberagem sem sucesso , e só encontrei na forma literária , mais precisamente na expressão “sour grapefruice” ( suco de pomelo azedo ) criada por James Joyce em Finnegans Wake … cabe ressaltar que “grapefruice” é um neologismo usando as palavras “grapefruit” e “juice” ( suco ) …

Tagged

COLÔNIA DO SACRAMENTO E SEUS CREPÚSCULOS DOS DEUSES

CREPÚSCULO DE OURO

CREPÚSCULO DE PRATA

Tagged

PINDORAMA , AQUI ME TENS DE REGRESSO….

Regressei a nação emboaba , agora a penúltima em distribuição de renda … Deixando de lado os assuntos futebolísticos a parte ( a cusparada de Tévez na água de Parreira , foi de incrível mau gosto , porém não esqueçamos que trata-se de um jogador corintiano ) ; os portenhos e cidadãos de colônia tem semblantes menos tensos que os paulistanos … vêem–se menos pessoas sozinhas … os pais saem mais às ruas com as crianças ( as onze da noite na Av. Corrientes podemos observar famílias passeando ), não se avista indiscriminadamente o uso de celulares e de laps-top … eles são menos deslumbrados com a tecnologia ( que afinal não agrega nada ) … preferem ler … no metrô pude observar um cidadão lendo Balzac , no outro dia uma adolescente ao meu lado lia Freud … e apesar de alguns lapsos ( como o desconhecimento quase completo de Machado de Assis ) são bem mais civilizados , e mesmo em lugares horrorosos da capital portenha como a Praça dos Misereres ( no bairro do Once ) não há criancinhas cheirando cola de sapateiro .
Porém nem todas as coisas em Pindorama são mazelas … Acaba de sair a segunda versão de “Ulisses” de James Joyce em português , a cargo de Bernardina da Silveira Pinheiro . A comparação com a tradução de Houaiss deve sempre levar em conto o pioneirismo deste , como o fato que o filólogo teve bem menos tempo para traduzir … porém li pequenos trechos e percebi já um enorme mérito desta nova traduçào : ela colocou notas explicando o amontoado de citações e frases em grego , latim , alemão , etc … afinal uma pessoa que sabe que “Thalatta! Thalatta!” em grego quer dizer “O Mar! O Mar!” ou que “Visszontlátásra… Visszontlátásra!” em húngaro significa “Até a vista, meu querido amigo! Até a vista!” , não precisa ler a tradução e pode apreciar perfeitamente o original .
E por falar em Joyce , hoje é Bloomsday … pode parecer que , como todas a celebrações oficiais , esta seja um tanto quanto burocrática … porém se levarmos em conta que não estamos celebrando uma data da história real ( 7 de Setembro de 1822 , por exemplo ) , mas sim uma data em que se passa uma ficção , perceberemos o caráter revolucionário da comemoração …
Amanhã posto algumas fotos da viagem …

Tagged

Colônia do Sacramento ( Uruguai ) : Este é o desenho que eu fiz minutos antes de acontecer a estória do encontro descrita na última postagem .

Tagged ,