Skip to content

{ Monthly Archives } November 2005

Estou lendo “Mamíferos” ( Companhia das Letras ) , o quarto romance escrito por Pierre Mérot , em que um personagem denominado “o tio” perambula de emprego em emprego enquanto enche a cara nos botequins parisienses . Nesta obra o autor discorre sobre a sexualidade, o consumo, o comunismo , a arte conceitual , entre outras coisas . Aqui vão alguns fragmentos :

“O que é uma editora? Em O Pêndulo de Foucault você encontra uma definição interessante: a atividade essencial de uma editora consiste em extraviar manuscritos. O tio, que teve a honra de exercer este cargo antes de ser demitido, está cem por cento de acordo com Umberto Eco. Essa definição merece ser completada, porém: além de extraviá-los, uma editora sente-se no dever de empilhá-los sem nunca lê-los. Também é uma espécie de teatro em que os oficiais de justiça entram por uma porta enquanto o dono sai pela outra.”

“Visto de certa altura, o bulevard periférico, que circunda Paris, vira uma coisa interessante. À noite tem faróis vermelhos num sentido, e no outro, faróis brancos. Os faróis vermelhos são os parisienses, os faróis brancos os moradores dos subúrbios. De manhã é o contrário. O extraterrestre que nos observar demoradamente constatará que somos uma espécie dotada de inteligência. À noite um bando alegre de trabalhadores volta para casa. Assobiam como em Branca de Neve e os sete anões De uma torre, avistam-se outra torres. Que lindo.
(…)A torre em que o tio trabalha é inteiramente composta de escritórios. Tem um nome bonito: chama-se Siamesa 1. E uma irmã bem ao lado: Siamesa 2. Tem um refeitório superpovoado num subsolo. Os neons são violentos. Os burocratas tem sorrisos artificiais. Os batons parecem feridas. As peles são macielentas. Até parece um abrigo atômico. De fato, o trabalho é uma catástrofe maior. A arquitetura é uma arte magnífica, social, cheia de esperança. Tem a ver diretamente com a vida cotidiana dos homens. No comum das vezes está na mão de assassinos.”

“O que é um bar noturno? Ou mais precisamente: o que é um bar noturno de bairro? É um estabelecimento que você freqüenta porque está mal e onde você percebe que os outros estão pior. Então você se sente particularmente bem por lá. É um hospital cheio de gente recebendo transfusões de alegria, um zoológico demasiado humano.”

( Pierre Mérot – tradução : Eduardo Brandão )

Tagged

Citação do dia ;

“Os verdadeiros grandes filmes ainda não foram feitos e não serão obras de grandes empresas, mas de amadores no sentido literal, de gente apaixonada, sem fins comerciais. E esses filmes serão feitos de arte de verdade”

( Robert Flaherty )

Tagged

TROPICAL PAISAGEM LITORÂNEA

Tagged

Citação do dia :

“Não consigo me concentrar, provavelmente porque não tenho centro: concentrar-se quer dizer baixar em seu próprio centro, eu só tenho periferia à qual me referindo adquiro consistência e – por que não dizer, eu que já disse tantas coisas bem mais discutíveis? – existência até.”

( Paulo Lemisnki )

Tagged

Há 45 anos Éder Jofre conquistava o primeiro título mundial de boxe de Pindorama , ao derrotar o mexicano Eloy Sanchez … hoje o boxe tupiniquim claudica , principalmente por culpa da mídia …faz um tempo que a TV Globo não transmite mais lutas … recentemente o jornal Folha de São Paulo retirou a coluna semanal dedicada à nobre arte , que era publicada as sextas-feiras … enquanto isso os empresários preferem gastar suas verbas em eventos repetitivos como mini-maratonas e passeios ciclísticos … que pena …

Tagged

Descobri esta receita de drink estampada na tampa de uma antiga coqueteleira que ganhei recentemente … provem que é uma delícia :

PALM BEACH

1/6 de suco de grapefruit
1/6 de vermute tinto
2/3 de gin
Chacoalhe tudo em uma coqueteleira e depois acrescente em um copo do tipo “old fashioned” com três ou quatro pedras de gelo . Saúde !!!

Tagged

Ontem fui na pre-estréia de “O Signo do Caos” , o último filme de Rogério Sganzerla … já havia assistido a película em uma mostra de cinema , há dois anos ( e comentado neste blog ), e achei muito interessante rever esta película : está em cartaz no Unibanco , na R. Augusta : Não percam !!!
Aproveitei para comprar o livro : TUDO É BRASIL ( Editora Letradágua ) com textos do ilustre cineasta , aqui vai um fragmento :

“A população não quer ver nem ouvir com olhos e ouvidos livres (*), mas tão somente ser vista, aparecer, fazer fama para deitar na cama do subsucesso fácil, talvez virar subsuperstar de uma hora para outra, trair sua condição colonial, enganando os outros e, pior de tudo, a si mesmos. O brasileiro não quer ver, mas ser visto. Nem escolher, mas ser escolhido pelo sistema babilônico…

( Rogério Sganzerla )

(*) ‘ver com olhos livres’, aforismo do Manifesto da Poesia Pau-brasil, de Oswald de Andrade, escrito em 1924.”

PS. : Agradecimentos à Helena Ignez , Djin e Sinai que me convidaram e me receberam carinhosamente no evento supracitado.

Tagged

O TERCEIRO MUNDO VAI EXPLODIR !!!

Dos estudantes de 1968 para os manos de agora … Paris mudou bastante … as metrópoles de Pindorama também , andando pela zona sul de São Paulo observo estarrecido , os bolsões de miséria e me lembro de um mendigo que eu vi um tempo atrás na Av. Ibirapuera gritando : _ “Nós vamos roer tudo!!! Toda esta civilização , nós iremos roer tudo : os carros , os shoppings , o asfalto , tudo !!!”

Tagged

AZUL DA COR DO MAR

Tagged

Hoje vou escrever sobre culinária , mais precisamente sobre uma receita criada por mim e pela minha namorada que tem nome de azeite … trata-se do PENNE A LÁ MORALEZ & MARTINS uma pasta que une o despojamento e universalidade da cozinha italiana aos sabores da Índia mística e milenar …
Entendo que as receitas não devem ser quantitativas , uma vez que a gastronomia lida com odores e sabores , fatores avessos a lógica matemática . Edgar Allan Poe ( ou melhor : uma de suas personagens : C. Auguste Dupin) já afirmava que : “O raciocínio matemático não passa da lógica aplicada à observação de formas e quantidades” , ou seja como diziam as antigas cozinheiras : tudo é feito “no olho” , nada deste negócio de tantos gramas disto ou duas xícaras e meia daquilo . Mas vamos ao que verdadeiramente interessa :
Pique algumas cebolinhas e junte muitas folhas de salsinha e deixe tudo em um pratinho descansando, em outro prato moa grosso castanhas de caju , e em outro corte cogumelos frescos em grande quantidade ; reserve estes três pratos para mais tarde. Corte uma cebola em rodelas e depois refogue na manteiga . Faça um molho branco, então despeje um tanto quanto de curry ( em pó ) sobre o molho branco e mexa até adquirir a cor âmbar característica , quando estiver pronto jogue a cebola sobre o molho âmbar e mexa em fogo-baixo .
Ponha então a pasta em água fervente e enquanto cozinha, finalize o molho ambar colocando salsinha , a cebolinha , o caju moído e os cogumelos e mexa um pouco mais . Escorra o penne , ponha-o em uma travessa e jogue o molho âmbar por cima … e boa viagem!! Para acompanhar água-com-gás e um vinho tinto mediamente encorpado com taninos suaves ( um bom malbec , por exemplo ). Ouça , se possível , a música “Férias na Índia”, um clássico da Jovem Guarda , na voz de Nilton César.

Tagged