Skip to content

{ Monthly Archives } February 2007

Citação do dia:

What can´t be coded can be decorded if an ear aye sieze what no eye ere grieved for. (*)

(*) O que não pode ser codificado pode ser descordificado se um ouvido-olho capta o que olhouvido algum exfligiu.

( James Joyce – tradução : Donaldo Schüler )

Tagged ,

TAKE LOVE EASY

Tagged

¨O conhecimento incessante da verdade faz com que o homem caminhe para o anjo. Chegarão primeiro os que mais depressa conheceram ao seu semelhante, tanto quanto a si mesmo. Nunca foi impossível o exato conhecimento próprio. É necessária, porém, a coragem bastante, para que cada qual se veja e se pegue, se espie e se apalpe, em cada um dos seus mais íntimos espaços físicos e morais. Que as constantes feiúras a encontrar não nos retraia os olhos (no caso, o sentir) e as mãos. Depois, será mais fácil conhecer-se o próximo.¨

( Antônio Maria )

A FILOSOFIA DO DESENHO INDUSTRIAL APLICADA AO DISCO DE VINIL , CD E MP-3

Outro dia assistindo novamente o filme Durval Discos ( direção : Anna Muylaert ) ouvi de novo a genial frase do personagem Durval ( interpretado por Ary França ) , um proprietário de uma loja de discos em vinil que se recusa a aceitar a chegada do CD , e que ao tentar convencer um cliente de que o disco de vinil é melhor , em meio a outros argumentos , diz mais ou menos assim : … e o vinil ainda é melhor porque tem o lado B¨
Pois é , lembrei-me então do texto retro-mencionado de Antônio Maria e fiquei imaginando a possibilidade da transição do disco de vinil ( com lado B ) para o CD ( ao invés do lado B um lado puramente de aparências ) não ser um reflexo da passagem de uma sociedade na qual as pessoas se questionam ( ouvem o lado B ) para outra sociedade de caráter narcisístico , na qual as pessoas ao invés de olharem para dentro , olham somente para fora …
E agora com a passagem do CD para o MP-3 temos outras transformações : o som ( conteúdo ) que se degradara um pouco com a passagem do vinil para o CD , piora sensivelmente ( devido a compressão dos arquivos ) , porém todos conseguem obter informações mais rápido e acessar qualquer música ( eu por exemplo consegui ouvir as gravações de Jimi Hendrix tocando violão ) . O problema , além da perda da qualidade do conteúdo , é o acesso rápido a um enorme banco de dados sem o tempo propício para o devido processamento das informações . Conheço pessoas que tem enormes arquivos em MP-3 mas que não tem tempo pra ouvir os próprios arquivos … Em suma : depois da transição da sociedade do lado B para a sociedade que olha para o próprio umbigo temos a passagem desta para uma sociedade que olha para tudo ( o onisciente google earth ) e não vê nada !!!

PS. : Mais uns três artigos como esse eu já posso lecionar Filosofia do Desenho Industrial nas melhores faculdades do país !!!

Tagged ,

VIOLÃO VADIO

Tagged

BRASILIDADE É PERPLEXIDADE !!!

Tagged

signo

DOLCE COLOR D´ORIËNTAL ZAFFIRO

Tagged

NO CALOR TROPICAL NO BOLOR TROPICANTE

Tagged

Assistam !!!

Para quem mora em São Paulo e não vai pular o carnaval ( afinal existe o ditado que diz quem pula é cabrito¨ ) aqui vai uma dica : o CINESESC irá reprisar neste final de semana o filme ¨Uma Mulher Sob Influência¨ um dos melhores filmes de John Cassavetes … uma película feita com tomadas criativas : nada daquela babaquice de campo e contra-campo ( * ) , na qual os atores improvisam ( se no Jazz os músicos podem improvisar porque é que os atores de um filme também não podem ) … enfim um filmaço ( Gena Rowalds mostra porque é que talvez seja a maior atriz viva no planeta ) … não vacilem …

(*) técnica muito utilizada em Hollywood na qual quando o sujeito A fala com o sujeito B , filmam A de frente e B de costas , quando B responde, filmam B de frente e A de costas , ou seja tudo muito quadrado …

Tagged

Um cara que faz versos como estes é um gênio !!!

¨Traga,
trague,
pegue,
pague,
beije,
beba,
babe,
livre,
leve,
lave,
love…¨

( Paulo Padilha )

Pois é , então ouçam o mais recente trabalho do Paulo Padilha SAMBA DESLOCADO DESCOLADO SAMBA … então confiram que além de excelente compositor ele também é um excepcional instrumentista e intérprete … como dá para perceber ouvindo ele cantar um samba clássico : ¨Preconceito¨( Wilson Batista / Marino Pinto ) …
e confiram também o seguinte : Padilha ( paulistano do bairro de Campo Belo ) fez um disco mais voltado ao samba , com letras ao mesmo tempo simples e requintadas … é interessante notar as dedicatórias : enquanto o samba ¨Só Deus Sabe o Que Ela Quer¨ é dedicado a Noel Rosa e Almodóvar , o ¨Samba Estranho¨ é dedicado a Adoniran Barbosa e Itamar Assumpção …
Enfim em meio ao deserto árido e pedregoso da canção brasileira às vezes aparece algum oasis oferendo melodias e harmonias melhor elaboradas …
Outro dia deparei-me com o disco CÃO de Romulo Fróes que também é de samba e que também é muito bom e então reparei que o samba paulistano , o samba de Geraldo Filme , de Paulo Vanzolini , de Vadico , e de tantos outros, que este samba seguirá firme e forte na mãos de gente competente !!!

Tagged

A ILUSTRE MÚSICA DOS TRÓPICOS

Tagged