Skip to content

{ Monthly Archives } December 2007

O CALOR TROPICAL LEVANDO-NOS A MAIS PURA LOUCURA

Tagged

DICAS DE FIM DE ANO

DICA DE CINEMA:

Na verdade não é de cinema de verdade mas de um filmaço que vai passar na TV a cabo, mas precisamente no Canal Brasil, trata-se de “Hombre Mirando Al Sudeste” de Eliso Subiela, na minha opinião o mais talentoso dos diretores do cinema argentino. Vai passar hoje as 21:00 hs e amanhã as 19:30 hs : assistam !!!

DICA DE COQUETEL

Que tal começar o ano que vem tomando um coquetel com SETE uvas brancas ??? Pois bem, selecionei este coquetel clássico para vocês …

HARLEQUIN

7 Uvas brancas ( cinco para macerar e duas para decoração)
1/2 Parte de Vermute Tinto
6 gotas de orange bitter (pode usar angustura se quiser)
gelo moído
2 partes de Canadian Whisky (pode usar Bourbon Whiskey se quiser)

Macere cinco uvas com vermute e o bitter em um copo old-fashioned. Encha metade do copo com gêlo moído e mexa bem. Despeje o Canadian Whisky e complete com o gelo moído, coloque então as duas uvas brancas.

Tagged

O MISTÉRIO DA EXISTÊNCIA E A NOITE TROPICAL

Tagged

SONHOS DE UM ANARQUISTA

Tagged

A citação de hoje é um fragmento do clássico Moby Dick… vejam que metáfora magnífica:

“Soon his steady, ivory stride was heard, as to and fro he paced his old rounds, upon planks so familiar to his tread, that they were all over dented, like geological stones, with the peculiar mark of his walk. Did you fixedly gaze, too, upon that ribbed and dented brow; there also, you would see still stranger foot-prints – the foot-prints of his one unsleeping, ever-pacing thought. (*)

(*) Logo se ouviram suas firmes passadas de marfim, ao dar ele suas voltas para lá e para cá, sobre as pranchas tão afeitas ao seu modo de andar, que estavam todas denteadas, como aquelas pedras que se estudam em Geologia, com a marca específica de seus passos. Olhando-se fixamente, também, para aquela fronte escavada e cheia de vincos, nela se viam pegadas ainda mais estranhas – as pegadas de seu pensamento invariável, indormido, sempre a caminhar.”

( Herman Melville – tradução: Péricles Eugênio da Silva Ramos )

Tagged

MORMAÇO RESPLANDESCENTE

Tagged

O SOL CAUSTICANTE SOBRE O LITORAL DE PINDORAMA

Tagged

OS SONHOS DE GOYA NA ERA DA INFORMÁTICA

Tagged