Skip to content

{ Author Archives }

O SOL SUBTERRÂNEO

Tagged

OUVINDO DON SALVADOR

Tagged

DRY-MARINDO

2 doses e meia de gin
2 colheres de chá de suco natural de tamarindo
Twist de limão siciliano 

Coloque o gin e o suco de tamarindo em uma coqueteleira com bastante gelo, mexa bem, coe e sirva (sem as pedras de gelo) em uma taça previamente gelada. Decore com um twist de limão siciliano.

Tagged

SAMPA MIDNIGHT

Tagged

PALMEIRAS SELVAGENS – William Faulkner – Tradução: Newton Goldman – Círculo do Livro

Famoso pela frase “entre a dor e o nada, escolherei a dor”, este livro contém duas estórias que são narradas de forma intercalada: “Palmeiras Selvagens” e “O Velho”, que até podem ser lidas independentemente pulando os capítulos, uma da outra… a primeira é sobre um estudante de medicina que conhece uma mulher mais velha, casada com dois filhos, ela foge com ele e vão formar uma casal que vive de formas alternativas em diversos locais, antecipando o movimento hippie… a segunda história é sobre um presidiário que em meio a uma enchente do rio Missisipi, acaba escapando acidentalmente numa canoa, sendo que em determinada hora ele acaba dando carona a uma mulher grávida, porém ele só pensa em deixá-la em um local seguro e retornar a prisão…

Faulkner disse uma vez que publicou estas estórias em um mesmo livro pois ambas eram curtas demais para serem publicadas separadamente… é óbvio que ele estava brincando… ambas dialogam entre si (não vou entrar em detalhes para não adiantar as narrativas).

Para os personagens de Faulkner não existe o livre-arbítrio, parece que seus personagens rumam a um trágico abismo… mesmo com Wilbourne, entre a dor e o nada, ter optado pela dor, a impressão que tenho é que ele não a escolheu… ele sempre for a atraído pela dor, como um prego é atraído por um imã… 

Faulkner apresenta uma escrita aparentemente realista que utiliza uma linguagem rebuscada, mas lendo suas obras com atenção, percebemos que por trás de tudo existe um mundo sem sentido algum, cheio de som e de fúria… cuja história é contada por um idiota, como já dizia Shakespeare…

Um fato curioso é que Glauber Rocha sempre quis filmar este livro… na minha opinião esta é uma das obras literárias mais difíceis de serem transpostas para o cinema, por razões puramente técnicas, imagine filmar uma enchente no Mississipi, uma mina de carvão abandonada em meio a nevascas, entre outras coisas… 

Tentei ler este livro no final dos anos 80 e desisti… agora consegui desfrutar esta obra de Faulkner, escritor do qual só havia lido “O Som e a Fúria”… No cinema só vi “Uma Aventura na Martinica” filme dirigido por Howard Hawks e estrelado por Humphey Bogart e Lauren Bacall, que Faulkner adaptou a partir de um livro de Ernest Hemingway, “Ter e não ter”.

Desejo agora, não só ler seus outros livros, mas também ver a adaptações de suas obras para o cinema, dentre elas “O Mercador de Almas” (1958) dirigido por Martin Ritt e estrelado por Orson Welles, Joane Woodward e Paul Newman… 

Tagged

UM COQUETEL DA COR DO CREPÚSCULO

Tagged

CREPÚSCULO EM LA PALOMA

Tagged

CAMBARÁ DO SUL

Tagged

La Pedrera, Uruguai.

Tagged

Parque Nacional de Cabo Polônio, Uruguai, onde ficamos observando lobos e leões marinhos.

Tagged